Terapia nutricional com fitoterápicos: tudo sobre a especialização
5 minutos de leitura
10 de novembro de 2020

Terapia nutricional com fitoterápicos: tudo sobre a especialização

Terapia Nutricional com Fitoterápicos

Doenças e circunstâncias diversas podem gerar desequilíbrio e deficiência de nutrientes essenciais ao corpo humano. Assim, para que haja restabelecimento da saúde e mesmo a prevenção de complicações é que existe a terapia nutricional. 

Em linhas gerais, a terapia nutricional (TN) é um conjunto de procedimentos terapêuticos com o objetivo de equilibrar e/ou repor o estado nutricional do paciente. Por meio de métodos diversos, a nutrição clínica oferta aos pacientes soluções que equilibram os níveis adequados de vitaminas, proteínas, gorduras, açúcares etc.

Em busca de mais saúde, um dos métodos relacionados a terapia nutricional é o uso da fitoterapia. Tratamentos com fitoterápicos cresceram bastante no país, especialmente depois que a Anvisa passou a regulamentar esses produtos o curso de fitoterapia clínica passou a ser um dos pré-requisitos para a prática profissional.

Pensando em entender melhor a TN, presente também no SUS, e como buscar especialização que resulte em trabalho mais assertivo, melhor cuidado dos pacientes e sucesso profissional, elaboramos este artigo. Boa leitura!

Quais os benefícios da terapia nutricional?

Bom, as plantas, muitas vezes, são consideradas alimentos e muitas delas são vistas como funcionais, o que significa que desempenham ações no organismo para a prevenção de doenças.

É por isso que a nutrição e a fitoterapia se combinam perfeitamente. É o uso de alimentos ou plantas com finalidades preventivas de doenças e até mesmo de tratamento e controle desses males

Dessa forma, a TN é benéfica em múltiplos contextos. Confira:

  • prevenção e tratamento eficaz das necessidades nutricionais;
  • auxilia no preparo do paciente para procedimentos operatórios e clínicos; 
  • otimiza a resposta do sistema imunológico e cicatricial; 
  • prevenção e tratamento de complicações infecciosas e não infecciosas consequentes de enfermidades e procedimentos;
  • melhoria no tratamento de doenças cardiovasculares, diabetes, entre outras;
  • potencializa a qualidade de vida do paciente; 
  • diminuição do tempo de recuperação e internação;
  • redução de óbitos;
  • redução de custos com tratamento etc., já que a terapia fornece as bases para a melhoria sistêmica do paciente.

A terapia nutricional é recomendada especialmente para os seguintes casos:

  • obesidade;
  • pacientes com câncer (principalmente aqueles com caquexia);
  • indivíduos no pré e pós-cirúrgico;
  • idoso frágil com disfagia;
  • paciente grave agudo;
  • indivíduos com insuficiência dos rins;
  • pancreatite;
  • anorexia nervosa;
  • bulimia nervosa;
  • pancreatite, entre outros.

Além da nutrição clínica, observa-se o uso da fitoterapia na nutrição estética e esportiva

A terapia nutricional com fitoterápicos no tratamento da compulsão alimentar

Embora a compulsão alimentar, assim como os demais transtornos dessa natureza, tenha origem em questões que precisam de apoio psicológico, pacientes também podem ter bons resultados por meio de um tratamento multidisciplinar, que inclua a terapia nutricional e o uso de fitoterápicos como recursos.

Por sua origem natural, os medicamentos e suplementos fitoterápicos são muito benéficos e têm menos reações secundárias ou adversas. Além disso, combinados a uma alimentação saudável e à prática de exercícios, são ainda mais eficientes em seus resultados.

Na fitoterapia, há os chamados inibidores naturais de apetite, que, em linhas gerais, contribuem para a função de saciar, auxiliando na redução da compulsão alimentar.

Como exemplos, têm-se as cápsulas de Caralluma fimbriata, um tipo de cacto oriundo da Índia, e de Gymnema sylvestre, que reduz a vontade por doces.

Além desses citados, outros fitoterápicos que podem aparecer no tratamento da compulsão alimentar são a goma guar e a centelha-asiática.

A primeira tem a origem na semente da planta Cyamopsis tetragonolobus, cultivada principalmente na Índia. Tem uso significativo na indústria alimentícia, contribuindo para a melhora da textura em alguns produtos. Como fitoterápico, se ingerido com água, gera mais saciedade, reduzindo o apetite.

Já a centelha-asiática é conhecida por auxiliar na eliminação de líquidos e toxinas do corpo. Contudo, é também apontada como benéfica na redução da ansiedade e do estresse. Tem propriedades anti-inflamatórias.

A cura da mente por meio da terapia nutricional?

Os nutrientes estão na base das reações bioquímicas do cérebro; por essa razão, alguns pesquisadores e profissionais da área acreditam que, pela regulação do que chega como “alimento” ou combustível para esse órgão, é possível tratar de forma eficaz desordens neurológicas e a saúde mental.

Já sabemos, por exemplo, da existência de medicamentos fitoterápicos que são calmantes naturais, como a passiflora, a flor do maracujá. Contudo, há muito ainda a ser investigado nesse campo de estudo.

Cuidados e como ocorre a prescrição da terapia nutricional

Fitoterápicos não são para todo mundo, tampouco a TN pode ser feita de qualquer maneira.

Os medicamentos e nutrientes a ser ingeridos pelos pacientes, como qualquer  outro, necessitam de dosagens específicas e ações combinadas e consideram o perfil do paciente e suas metas nutricionais e de saúde. Por exemplo, dosagens erradas de inibidores de apetite podem piorar um quadro de compulsão alimentar.

Por isso, o conhecimento profissional é crucial e imprescindível nesse cenário. Somente os profissionais têm uma visão ampla dos recursos disponíveis e podem elaborar fórmulas de acordo com o paciente e que sejam ferramentas nutricionais eficazes.

É por isso que as únicas pessoas habilitadas em prescrever tratamentos são médicos, farmacêuticos, nutricionistas, biomédicos, educadores físicos, fisioterapeutas e demais profissionais da área de saúde.

Além disso, vale observar que a depender dos conselhos de cada profissão, existirão regulamentos específicos para a atuação com fitoterápicos.

Cuidados necessários para a prescrição

Como qualquer tratamento, é importante que o profissional da saúde que irá aplicá-lo converse com o paciente e faça uma anamnese, ou seja, um levantamento amplo de toda o histórico do paciente.

Nesse sentido, é proibido prescrever fitoterápicos ou alimentos funcionais sem conhecer profundamente o histórico e necessidades do cliente. Assim como qualquer remédio na medicina tradicional.  

 Além disso, há diretrizes sobre a prescrição da TN. Confira as etapas:

• Triagem nutricional

• Avaliação nutricional dos pacientes em risco nutricional

• Cálculo das necessidades nutricionais

• Indicação da TN a ser instituída*

• Monitoramento/acompanhamento nutricional

*A terapia nutricional pode ser feita por via oral, por via de cateteres enterais (Nutrição Enteral), por via parenteral (Nutrição Parenteral) ou combinando esses modos.

Conheça a especialização em Nutrição Clínica, Estética, Esportiva e Prescrição de Fitoterápicos do IPOG

Buscar uma especialização em terapia nutricional é uma forma de ampliar os conhecimentos, mas também de buscar outras possibilidades de atuação, melhorando o currículo e o perfil profissional.

Pensando em formar profissionais com expertise para o mercado de trabalho, não apenas em terapia nutricional, o IPOG idealizou o curso em Nutrição Clínica, Estética, Esportiva e Prescrição de Fitoterápicos.

Uma formação completa para nutricionistas, farmacêuticos, enfermeiros, médicos, educadores físicos e demais profissionais ligados à área de saúde. Entre as disciplinas, são 4 módulos dedicados exclusivamente à terapia nutricional, porém com enfoques distintos para o estudante se capacitar de ponta a ponta.

Ao concluir este curso, o profissional terá conhecimento técnico-científico para desenvolver tratamentos nutricionais personalizados e eficientes para diversos objetivos em consultórios, hospitais, clínicas, farmácias, academias etc.

Se você está buscando um curso de pós-graduação para trazer maior solidez à sua formação profissional, maior repertório e assertividade na sua rotina ou até empreender na área, fale conosco e descubra tudo o que o IPOG oferece aos seus estudantes!

Gostou deste artigo sobre terapia nutricional? Confira mais 3 títulos que podem interessar:

Conheça o IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação

Uma instituição de ensino com nome e reconhecimento no mercado, que faz total diferença no currículo.

O IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação – oferece diversos cursos de ensino superior e tem em seu quadro de docentes professores de excelência e renome no mercado. A proposta é um ensino humanizado, que estimula o desenvolvimento das potencialidades de cada aluno.  

O IPOG está presente em todos os estados do país e no Distrito Federal e conta com quase 20 anos de experiência em formar grandes profissionais.

A satisfação do aluno se tornou a sua marca registrada: o índice chega a 97,14% em todo o país. Os projetos pedagógicos realizados na instituição são diferentes dos já existentes no mercado, o que fez com que a instituição alcançasse o status que tem hoje.

Artigos relacionados

Transtorno de personalidade limítrofe: como a psicoeducação auxilia no tratamento da síndrome O transtorno de personalidade borderline (TPB), conhecido também como transtorno de personalidade limítrofe (TPL), é uma condição marcada por um grupo de sintomas que trazem grande instabilidade em diversas esferas da vida de uma pessoa. Autoimagem, humor ...
9 dicas para ser um bom gestor de saúde De acordo com dados de maio/2018 disponibilizados pelo Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), no Brasil existem mais de 320.600 estabelecimentos de saúde nos setores público e privado cadastrados no Ministério da Saúde. Esse número demonstra a...
Pós-graduação em Estética: conheça os diferenciais do IPOG A pós-graduação em estética está entre as principais alternativas para conseguir se destacar cada vez mais neste mercado que cresce rapidamente nos últimos anos. Ao contrário de outras áreas, o segmento da estética permaneceu firme na pandemia de covid-19 ...

Sobre Marcelo Polacow Bisson

Doutorado e Mestrado em Farmacologia e Terapêutica pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba (UNICAMP). Farmacêutico pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP. Especialista em Farmácia Hospitalar pela Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar - SBRAFH. Membro da SBRAFH e membro da International Society for Pharmacoeconomics and Outcome Research (Brazilian Chapter). Ganhador de menção honrosa no Prêmio Nacional de Incentivo à Promoção do Uso Racional de Medicamentos (edição 2010). Presidente Nacional da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar (gestão 2014/2015) e atual Diretor Técnico-científico da SBRAFH (gestão 2016/2017). Consultor de empresas de insumos para o ramo da Nutrição Clínica, Estética e Esportiva. Coordenador da pós-graduação Nutrição Clínica, Estética, Esportiva & Prescrição de Fitoterápicos do IPOG.

Comentários