Entenda o passo a passo de uma gestão empresarial eficaz
5 minutos de leitura

Entenda o passo a passo de uma gestão empresarial eficaz

Entenda o passo a passo de uma gestão empresarial eficaz

A boa formação, cada vez mais, é fator crucial para quem quer se destacar no mercado. Hoje, não basta apenas fazer um curso de graduação e achar que, ao fim, o emprego é garantido.

As formas de trabalho e de se manter no mercado mudam a todo instante. Se, antes, o modelo de liderança era pautado somente no crescimento da empresa, vamos concordar que hoje as formas de administrá-las são outras.

Essa forma de gerir empresas, de modo organizado e com planejamento, se chama gestão empresarial. Mas o que seria isso além do senso comum?

No artigo de hoje, vamos tirar todas as suas dúvidas! Continue a leitura para entender exatamente o que é gestão empresarial, o que faz um gestor, a importância dessa atividade para uma empresa e como se especializar na área.

Boa leitura!

O que é gestão empresarial?

A gestão empresarial é um processo fundamentado em planejamento e estratégias que visam alcançar melhores resultados para o negócio. Para isso, são realizadas ações para mensurar problemas, evitar falhas, corrigir erros e medir números.

Essa gestão pode ser aplicada diretamente na organização de processos, no controle de finanças, na administração de recursos humanos e no planejamento estratégico da empresa.

Com isso, queremos dizer que a gestão empresarial está presente em todas as áreas do negócio, das mais simples até as mais complexas.

Nesse ponto, é importante salientar que nem sempre o dono do negócio é o gestor da empresa. Isso mesmo! Os processos de gestão necessitam de conhecimento específico e muito estudo. É algo aprendido e não inato.

Para compreender melhor, veja exatamente o que faz um gestor e quais são as áreas de atuação possíveis.

O que faz um gestor empresarial?

Primeiro, vamos entender o que é um gestor: ele é aquela pessoa responsável por administrar e coordenar as atividades de uma equipe. Em se tratando de gestão empresarial, o gestor é o profissional que trabalha exclusivamente em meios corporativos.

Ele, basicamente, irá otimizar processos e agir como um facilitador na equipe, delegando tarefas, auxiliando os colaboradores, organizando cronogramas, objetivos e metas. Além disso, a comunicação entre todos os subgrupos da equipe é feita a partir do gestor empresarial.

Por ser peça-chave em uma equipe, o cargo exige que o profissional entenda um pouco de cada função exercida no time. Por exemplo, em uma empresa de tecnologia, ele terá que entender um pouco de finanças, execução de processos, pessoas, atendimento, jurídico etc.

Além desses atributos, também é necessário algumas características, como inteligência de mercado, visão estratégica, gestão de conflitos e boa comunicação.

Quais são as áreas de atuação?

A gestão empresarial é bastante abrangente, o profissional pode atuar em qualquer ambiente corporativo, sendo na área de recursos humanos, vendas, financeiro, administração de empresas, comércio exterior, setores públicos, controladoria, marketing, hotelaria, hospitalar e vários outros.

Quanto ganha um gestor empresarial?

Segundo o site Love Mondays, um analista de gestão empresarial recebe, em média, R$ 4.200. Entretanto, esse salário pode variar de R$ 2 mil a R$ 12 mil reais.

Tudo irá depender das qualificações e experiências anteriores do profissional.

Tipos de gestão empresarial

Se você, após ler isto tudo, identificou que o seu ramo é mesmo a gestão empresarial, a primeira coisa que você deve saber é que existem vários tipos e diferentes formas de aplicá-la.

Aqui, iremos citar os três tipos de gestão empresarial mais comum.

Cadeia de valor

Este tipo de gestão está focado em metas específicas. O objetivo é gerar valor em todos os processos desenvolvidos. Para isso, a gestão empresarial está extremamente focada no público-alvo e a sua satisfação. Portanto, toda a gestão será pautada em entender os desejos, anseios, expectativas e necessidades do cliente.

Ciclo de inovação

Aqui, o que vale é a competitividade e se manter à frente no mercado. Por isso, nesse tipo de gestão os processos que levam à inovação são o foco.

É bastante utilizada por empresas que trabalham com o desenvolvimento de softwares. Dessa forma, estão à procura de pioneirismo no mercado e, consequente, lançamento de novas tecnologias, ainda que depois seja necessário produzir outras versões e retrabalhar no projeto.

 


É comum que os gestores que utilizam esse tipo de administração adotem a metodologia ágil para alcançar seus resultados.

Excelência de gestão

Neste estilo de gestão, a preocupação está em executar todos os processos com excelência. Por ter esse foco, é difícil possuir um ponto a ser alcançado já que sempre há algo que necessita ser melhorado.

É fundamental que a pessoa que opte por esse tipo de gestão seja atento aos detalhes e até mesmo perfeccionista. Apesar de demorar mais tempo para ver os efeitos, eles costumam ser mais duradouros e sólidos.

Resultados como meta

Esse estilo de gestão empresarial é bastante adotado quando a empresa está passando por dificuldades e necessita rapidamente obter resultados. Portanto, todas as estratégias e esforços são voltados para isso, ainda que seja necessário sacrifícios para chegar até o objetivo.

É necessário deixar claro que não existe um tipo melhor do que o outro. Cada gestor irá analisar a situação e objetivos da empresa para poder, então, traçar qual o melhor modelo a ser aplicado.

No entanto, é importante salientar que exercer uma boa liderança organizacional é essencial para alcançar esses tipos de gestão com eficácia. Entender a equipe, ter boa comunicação e saber administrar relações humanas é fundamental para bons gestores.

A importância da gestão empresarial no negócio

Uma pesquisa realizada, em 2015, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi mostrado que nos últimos dois anos o Brasil fechou mais empresas do que abriu.

É importante lembrar que 2015 foi o auge da crise econômica enfrentada pelo país. Foi marcado o menor índice do PIB (Produto Interno Bruto) em 25 anos.

Esses dados são relevantes para mostrar a importância de uma boa gestão. Ainda que a situação econômica tenha sido desfavorável, com planejamento é possível driblar impasses que possam ocorrer e evitar tal desfecho.

Não esqueça que em um mercado financeiro competitivo, as empresas que adotam um sistema de gestão empresarial garantem processos mais eficazes e conquistam melhores resultados.

Afinal, uma empresa com diretrizes bem planejadas é mais assertiva e capaz de garantir um futuro promissor.

Mais de 25% das empresas fecham nos dois primeiros anos de vida por má administração

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em pesquisa, revelou que a taxa de falência das empresas nos dois primeiros anos de vida é de cerca de 29% no país. Quando visto de forma recortada, em alguns estados, o resultado chega a ser de quase 50%.

Em entrevista ao portal Uol, o economista do Sebrae-SP, Pedro Gonçalves, diz que existem uma infinidade de fatores que influenciam no fechamento precoce das empresas, tais como: concorrência, fornecedores, público-alvo, má administração do fluxo de caixa e falta de entendimento da rotina empresarial.

Todos esses elementos estão diretamente ligados a uma gestão empresarial eficaz.

Por esse motivo é importante que esse profissional seja devidamente habilitado e com ótima qualificação. Esse tipo de visão e conhecimento técnico é apreendido com a prática, mas é extremamente dependente do aprendizado teórico.

Como posso me especializar na área de gestão empresarial?

A gestão empresarial é um caminho a ser seguido principalmente para profissionais com formação em Administração e que sabem da necessidade de uma especialização na área.

No entanto, profissionais de qualquer área podem se tornar gestores empresariais através de um curso de especialização, podendo ser por meio de um programa de pós-graduação ou MBA.

Em geral, tem duração de 2 anos e você aprenderá sobre:

  • gestão de pessoas e relacionamento interpessoal;
  • team building;
  • coaching e mentoring aplicados à liderança;
  • cultura organizacional;
  • diagnóstico sistêmico e estratégias organizacionais;
  • gestão de projetos e processos organizacionais;
  • marketing estratégico;
  • técnicas avançadas de negociação;
  • análise financeira e indicadores estratégicos;
  • criação de negócios inovadores;
  • inteligência da execução e outros.

Para te ajudar no seu plano de carreira profissional, elaboramos o infográfico gratuito 8 Passos Para Fazer Sua Pós-Graduação. Para acessar, basta fazer o download.

Como me desenvolvo com a especialização?

Como mencionado ao longo deste artigo, o principal ganho em realizar uma especialização em gestão empresarial é o aprimoramento de competências de liderança, desenvolvendo habilidades e técnicas necessárias para o crescimento de talentos.

Além disso, o profissional estará condicionado a liderar equipes de alta performance com visão sistêmica, estratégica e inteligência competitiva.

Outro ganho é o conhecimento técnico sobre as principais áreas funcionais de uma organização. Assim como competências para geri-la de forma sistêmica e efetiva.

Por esses motivos, salientamos a importância de uma formação de excelência, onde o profissional terá a certeza de aprender de forma integral todos os requisitos necessários para alcançar o sucesso profissional.

E então, se interessou pela área?

O que acha de se aprofundar nestes conhecimentos para ter um maior respaldo na sua empresa e chegar mais preparado ao mercado?

Portanto, não deixe de conferir o MBA Executivo em Liderança & Gestão Empresarial do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG).

Para mais informações, entre em contato conosco!

Gostou do artigo? Esse e muitos outros estão disponíveis no blog do IPOG!

Até a próxima!

Artigos relacionados

Cultura Organizacional: conheça tendências inovadoras do Vale do Silício Você já ouviu falar da cultura organizacional do Silicon Valley? O Vale do Silício, na Califórnia (EUA), é conhecido por ser um grande polo de empreendedorismo e inovação. A sua influência é tão grande que empresas e até mesmo entidades de governo do mundo ...
Inteligência emocional: o que os gestores precisam saber para desenvolver a equipe Em uma época na qual as chamadas soft skills ou habilidades comportamentais estão em evidência, a inteligência emocional (IE) tornou-se uma das características mais relevantes para as empresas. As pesquisas em torno desse campo surgiram há décadas, no camp...
Gestão do agronegócio: insights sobre o mercado de trabalho e como se especializar A gestão do agronegócio está entre uma das áreas de atuação mais importantes do Brasil, especialmente entre os interessados que compartilham duas paixões: o trabalho no campo e o empreendedorismo. Ao contrário de outros segmentos, o agronegócio não estagno...

Sobre Edson Teixeira Alvares Junior

Graduado em Administração de Empresas e Psicologia. Mestre em Administração de Empresas pela EAESP-FGV / The University of Texas - Austin/TEXAS - USA. Especialista em Liderança Administração Universitária pela PUC-GO e OUI - Organização Universitária Interamericana e IGLU - Instituto de Gestão e Liderança Universitária. Especialista em Desenvolvimento do Potencial Humano – IPOG. Especialista em Consultoria, Constelações Sistêmicas e Coaching – Instituto Brasileiro de Soluções Sistêmicas. Atuou como Gerente de Marketing e Gerente de Produtos em Bancos de Varejo. Consultor do SEBRAE-GO. Na 3M - Divisão de Sistemas Visuais – Austin/ TEXAS – USA, atuou em Projeto de Segmentação e Pesquisa de Mercado. Diretor de Recursos Humanos do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. Ampla experiência acadêmica como Coordenador de Curso, Diretor Geral e Reitor em instituições de ensino superior. Como Docente atua na área de Administração, com ênfase em Planejamento Estratégico, Mercadologia, Gestão de Pessoas e Liderança. Como Professional Master Coach, trabalha como Coach de Vida, Coach de Carreira, Coach Executivo e Constelações Organizacionais. Coordenador e professor dos cursos do IPOG em MBA Marketing e Inteligência Digital, MBA Executivo em Liderança & Gestão Empresarial e MBA Executivo em Gestão Comercial & Inteligência de Mercado.

Comentários