Neurociência nas empresas e os benefícios para o ambiente de trabalho
4 minutos de leitura

Neurociência nas empresas e benefícios para os colaboradores e para o desempenho da organização

É inegável que tudo o que ocorre dentro de nós (nossas percepções, sensações, reações e ideias) passam pelo nosso sistema cerebral. O cérebro é o comandante desse mecanismo complexo que é o corpo humano e, óbvio, tem uma área de estudos só sua —  a neurociência.

Com um amplo campo de pesquisa, a neurociência pode fornecer informações importantes sobre o nosso comportamento e mais do que isso: auxiliar a entender como potencializar o desenvolvimento humano.

Pensando assim, diversas empresas e profissionais têm usado a neurociência nas empresas para conseguir bons frutos em relação ao bem estar dos colaboradores e para alcançar melhores resultados para a organização como um todo.

Neste artigo, você vai descobrir como a neurociência pode ser aplicada no ambiente de trabalho, os benefícios de usá-la e como se preparar para atuar com solidez na área. Confira!

Como a neurociência nas empresas favorece do ambiente corporativo?

Uma das primeiras qualidades do uso da neurociência está em como ela  proporciona um entendimento das capacidades dos colaboradores. Ela oferece conhecimentos suficientes sobre o funcionamento do nosso cérebro e também as possíveis reações em relação a certos estímulos externos.

Ela pode garantir bem estar, maior produtividade e melhores tomadas de decisão. Entenda, a seguir, como a neurociência nas empresas afeta diversas áreas.

Bem estar dos colaboradores

Ao entender como o cérebro reage a certas situações e de que forma interfere nas emoções, os profissionais de RH possuem informações valiosas sobre como provocar reações nos colaboradores. Além disso, podem observar o que causa estresse ou o que afeta as emoções dos funcionários

Com esses dados, é mais fácil encontrar soluções que garantam o bem-estar no ambiente corporativo.

Maior produtividade

Além de apresentar insights sobre o comportamento do nosso cérebro e os efeitos de certos estímulos, muitos dos estudos da neurociência ajudam a encontrar soluções para melhorar a produtividade. 

Assim, ela auxilia a identificar as práticas de trabalho que são mais produtivas e trazem melhor eficiência. Um exemplo disso são os estudos que tentam entender os efeitos da iluminação no cérebro e na concentração, por exemplo. Ou ainda como ter um espaço organizado pode fazer a diferença na motivação e daí por diante.

Gestão de pessoas com qualidade

A neurociência também oferece informações não só sobre o comportamento dos funcionários, mas quais são as melhores estratégias para comandá-los. Assim, a gestão de pessoas ganha muito ao entender o modo de agir e quais estímulos trazem mais resultados.

Tomada de decisão mais assertivas

As decisões são uma parte essencial para o trabalho de uma empresa, seja um gestor ou um colaborador, em algum momento será necessário tomar alguma decisão. Quando se trata do RH, elas são muito importantes, já que estão atreladas à contratação e ao ciclo de trabalho dos funcionários.

E se houvesse uma forma de encontrar as informações certas para defini-las? 

A partir dos estudos da neurociência e comportamento é possível ter uma melhor compreensão do que funciona ou não em termos de estratégias e, a partir daí, decidir sobre diferentes iniciativas, como os melhores treinamentos, ferramentas e outros pontos.

Quais os benefícios de usar a neurociência nas empresas?

Entender o comportamento humano é a base da neurociência. É por meio de observações dos efeitos de certas situações no cérebro que essa ciência consegue encontrar formas de potencializar o seu funcionamento.   

Entre os principais benefícios podemos destacar:

  • entendimento do comportamento humano;
  • melhor planejamento de estratégias de contratação e de retenção;
  • práticas mais eficazes de trabalho;
  • criação de ambientes empresariais mais adequados.

Áreas em que a neurociência pode ser aplicada aos negócios

Não é apenas o RH que pode se beneficiar dos estudos da neurociência. Vendas e marketing são setores que costumam usar essa ferramenta para aumentar seus resultados. 

Assim, a área de estudo pode ser aplicada em diferentes campos da empresa, como:

  • planejamento, execução e análises de ações: ajuda a identificar emoções e comportamentos que os clientes possuem em relação aos produtos, fornecendo informações importantes para a empresa se adaptar e agir;
  • programas de desenvolvimento de pessoas: auxilia a entender quais são as melhores formas de aplicar treinamentos e ensinar novas habilidades e conhecimentos, principalmente, melhorar a motivação;
  • liderança e gestão de equipes: muito importante para entender como funciona o comportamento em grupo e as relações em si;
  • gestão de inovação: ajuda a obter informações essenciais de como potencializar a criatividade no ambiente de trabalho. Apresentando técnicas e ferramentas que estimulam a inovação;
  • coaching e mentoring: ótima ferramenta para programas de motivação e de estudos, já que fornece dados sobre aprendizado.

Quem pode fazer uma pós-graduação em Neurociência?

Geralmente, quem faz uma pós-graduação em neurociência vem dos seguintes campos do conhecimento: administração, biologia, biomedicina e psicologia. Contudo, a área é recomendada para todos aqueles que querem entender melhor o funcionamento do cérebro humano e potencializar suas habilidades. 

Quem trabalha em empresas pode usar a neurociência para atuar melhor em vendas, marketing, liderança, recursos humanos e gestão de pessoas. 

Conheça a pós-graduação em Neurociência, Comportamento e Desempenho

A Pós-graduação em Neurociência, Comportamento e Desempenho do IPOG é voltada para aqueles que querem compreender a relação entre o funcionamento do cérebro e o comportamento humano.

Com uma abordagem que mescla conceitos práticos e teóricos, o curso oferece os principais fundamentos da neurociência. Além disso, traz uma série de ferramentas para a melhoria do desempenho como o coaching, a mentoria e a inteligência emocional.

Módulos do curso

  • Neurociência aplicada ao desenvolvimento de pessoas e organizações
  • Emoções – inteligência emocional e desempenho pessoal e profissional
  • Neurotransmissores e Hormônios – a química do comportamento humano
  • Neurociência da Motivação e Engajamento – alta performance sustentável nas organizações
  • Neuromarketing – Neurociência aplicada ao marketing
  • Neurociência aplicada à mudança de comportamento e transformação organizacional
  • Neurociência aplicada à liderança
  • Neurociência e inteligência artificial aplicadas à organizações exponenciais
  • Neuroeconomia – tomada de decisão no mercado
  • Neurociência aplicada ao aprendizado – treinamento e desenvolvimento de pessoas
  • Neurociência aplicada à inovação e competitividade
  • Seminário de Práticas e Aplicações – neurociência como ciência aplicada

Professores de renome no mercado

O IPOG conta mestres e doutores em seu corpo docente, sendo profissionais de referência em suas áreas de atuação no mercado. Com isso, o estudante pode ter um troca rica de conhecimentos, entender a realidade da profissão e aprender com quem realmente sabe dos desafios do setor.

Conteúdos sempre atualizados 

A pós-graduação segue as principais tendências e estudos na área de neurociência. Assim, os conteúdos abordados são sempre atualizados para se adequar ao que o mercado pede e melhor preparar o estudante.

Foco na aplicabilidade dos conhecimentos

O IPOG preza pela união da teoria e prática. Assim, ao final do curso, o aluno será capaz de utilizar os conhecimentos para planejar, executar e fazer análises de comportamento.

Com isso, é possível desenvolver estratégias mais eficazes para gerir pessoas com base em conhecimentos neurocientíficos para que as empresas se destaquem no mercado.

Invista em seu sucesso profissional com o IPOG

A neurociência pode trazer benefícios significativos para o ambiente corporativo, contribuindo para o bem-estar dos colaboradores, aumento da produtividade e tomada de decisões mais assertivas. 

Invista em sua carreira e leve inovação por meio da neurociência para seu ambiente de trabalho.

Acesse a página do curso, preencha o formulário e fale com nossos consultores de carreira!

Artigos relacionados

Neuropsicologia Infantil: dificuldades de aprendizagem, diagnóstico e intervenção Antes de conhecermos sobre a Neuropsicologia Infantil, você sabia que a área é uma interface entre a psicologia e a neurologia. É uma ciência que estuda de modo aprofundado sobre o funcionamento cerebral, os processos cognitivos superiores e suas relações com ...
Dia Mundial da Saúde: Um olhar para os especialistas da área Hoje, 7 de abril, comemora-se o dia daqueles que asseguram o bem-estar de pacientes, das mais variadas idades, oferecendo cuidados em todas as dimensões: os profissionais da área da saúde. Entre esses públicos, estão inclusos os biólogos, médicos, nutricionist...
Conheça os principais direitos do consumidor nos planos de saúde Esse é um assunto muito sensível e complexo para os brasileiros, visto que são muitos os casos de consumidores que estão insatisfeitos com o atendimento, valor das mensalidades, exclusão de coberturas e a negação de tratamentos mais complexos e caros dos plano...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo IPOG. Responsável : Bruno Azambuja - Gerente de Marketing - bruno.azambuja@ipog.edu.br