Você sabe para que serve a Avaliação Neuropsicológica?
2 minutos de leitura
24 de abril de 2018

Para que serve a Avaliação Neuropsicológica?

A Neuropsicologia é uma especialidade de intersecção entre a Psicologia e a Neurologia, que visa entender de que forma o funcionamento cerebral influencia nas diversas funções sociais, emocionais, motoras cognitivas de uma pessoa, como a atenção, memória, raciocínio, personalidade, comportamentos e sentimentos. O profissional especializado nesta área realiza Avaliação Neuropsicológica para conhecer o funcionamento cognitivo do paciente e, a partir dos resultados da avaliação, identifica e diagnostica com precisão se existe alguma anormalidade, para desta forma, propor o melhor tratamento para o paciente com o auxílio de outros profissionais da saúde envolvidos em cada caso.

Ficou interessado em saber mais sobre a avaliação neuropsicológica? Leia este post e fique informado.

Para que serve a Avaliação Neuropsicológica?

A avaliação Neuropsicológica analisa todo processo cognitivo, o que pode levar a conclusão da existência de alguns distúrbios como a dificuldades de atenção, concentração, raciocínio, perda memória, entre outras atividades relacionadas com o processamento de informações.

Por exemplo, se uma criança está em processo de alfabetização e o professor começa a observar que ela não está conseguindo adquirir o conhecimento básico de leitura, escrita e compreensão de textos e operação de números, pode se levantar uma suspeita de que essa criança tem um transtorno de aprendizagem. Por meio de exames e avaliação neuropsicológica é possível investigar, entender e explicar essa anormalidade.

Na avaliação, o Neuropsicólogo busca estabelecer um perfil do funcionamento cognitivo e identificar quais regiões do cérebro podem estar comprometidas, alteradas ou não funcionando da forma adequada de acordo com a condição que o paciente se apresenta. Se o transtorno for identificado e tratado em seu estágio inicial, as chances de recuperação são maiores e mais ágeis.

Como a Avaliação Neuropsicológica é realizada?

A avaliação Neuropsicológica é um processo bastante complexo e delicado, feito por meio de testes e exames padronizados de acordo com a necessidade, faixa etária e perfil de cada paciente e pode ser aplicada em crianças, jovens, adultos e idosos. Essa avaliação é geralmente solicitada por médicos, pais ou responsáveis do paciente e professores.

Para realizar avaliação neuropsicológica, o primeiro processo é a anamnese. Conhecer o indivíduo, sua saúde e sua rotina por meio de entrevistas com o próprio paciente, familiares e profissionais que o acompanham, ajudará a delinear o seu desempenho nas tarefas diárias e identificar problemas de saúde mental.

A partir dos dados coletados nas avaliações é possível detectar a origem, causa e desenvolvimento de alguma anormalidade e indicar possíveis caminhos para a recuperação de acordo com a necessidade de cada paciente.

Requisitos para se tornar um Neuropsicólogo:

Para atuar como Neuropsicólogo, primeiramente você precisa ser um bom Psicólogo, ter registro profissional no Conselho Regional de Psicologia, se especializar em Neuropsicologia em uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC e comprovar experiência prática na área. Na Resolução nº 002/2004 do Conselho Federal de Psicologia você encontra todas as atribuições e normas que esse profissional deve seguir.

Se o seu objetivo profissional é se tornar um Neuropsicólogo, o IPOG pode contribuir para esse importante passo profissional em sua carreira. Para isso, conheça a pós-graduação em Neuropsicologia, se especialize e esteja apto para realizar avaliações neuropsicológicas.


Artigos relacionados

Conheça os principais direitos do consumidor nos planos de saúde Esse é um assunto muito sensível e complexo para os brasileiros, visto que são muitos os casos de consumidores que estão insatisfeitos com o atendimento, valor das mensalidades, exclusão de coberturas e a negação de tratamentos mais complexos e caros dos plano...
7 recomendações para implementar um programa de Compliance na indústria farmacêutica O setor farmacêutico é regulado e regido por leis rigorosas para, principalmente, proteger a saúde do usuário do medicamento. E para que essas leis sejam cumpridas, a área de Compliance tem o papel fundamental de conduzir as relações comerciais de um negócio d...
Como o farmacêutico pode atuar no mercado de suplementos alimentares? Os suplementos alimentares está cada vez mais ajudando atletas, praticantes de atividades físicas, idosos, gestantes e pessoas com alguma carência nutricional a ter uma vida mais saudável e com mais qualidade de vida. O mercado de suplementação alimentar ve...

Sobre Poliana Landin

Mestre em Psicologia com ênfase em Avaliação Psicológica, sócia-fundadora do Instituto Goiano de Psicologia Positiva (IGPP) e coordenadora dos cursos de Desenvolvimento Humano e Psicologia Positiva; Avaliação Psicológica; e Neuropsicologia do IPOG.

Comentários