Empreendedorismo BIM: aprenda estratégias para se destacar
5 minutos de leitura
08 de julho de 2022

Empreendedorismo BIM: aprenda boas estratégias para se destacar como profissional

Alunos cercados por símbolos tecnológicos lendo sobre empreendedorismo BIM

O building information modeling (BIM ou modelagem de informação da construção, em tradução livre) não é um conhecimento que se limita apenas à aplicação em um projeto. Para quem se especializa no tema, o empreendedorismo BIM e suas ferramentas podem ser usados com diferentes propósitos.

Com um mercado cada vez mais concorrido e hiperconectado, as novas soluções digitais, como o BIM, podem funcionar tanto para oferecer qualidade nas entregas quanto servir como um requisito indispensável para gerir projetos com escopos mais significativos.

Já do ponto de vista comercial, arquitetos e engenheiros podem ganhar mais destaque competitivo no mercado. Conforme a expertise, é possível usar boas estratégias para vender os seus serviços e se mostrar profissionalmente como a melhor opção entre tantas outras.

Neste artigo, o IPOG te mostra a importância do uso do método BIM e como os conhecimentos tecnológicos adquiridos são vantajosos, tanto do ponto de vista operacional quanto na hora de se apresentar como especialista na área. Confira!

Características do método BIM

O método BIM é um processo que envolve diversas ferramentas que facilitam o gerenciamento de informações de projetos e permitem a virtualização de diferentes aspectos de um ambiente ou edificação. Desse modo, o profissional consegue enxergar uma retratação mais fiel ao que será o projeto quando finalizado.

Essa metodologia e os novos avanços da tecnologia na construção começaram a aparecer por volta de 1986. Desde o início, a tecnologia BIM foi norteada por três premissas básicas: tecnologia, processos e pessoas.

Sendo assim, entre as principais características do método BIM, podemos destacar:

  • capacidade de representação de propriedades físicas e intrínsecas de uma construção;
  • modelo de trabalho orientado a um objeto que tem conexão com um banco de dados;
  • tratamento otimizado das taxonomias específicas;
  • ambiente de programação para criar modelos e componentes padronizados;
  • capacidade de visualizar e interagir com os modelos em visões tri e bidimensionais;
  • possibilidade de adaptação de todos os desenhos do projeto a partir do primeiro modelo desenvolvido.

Dessa forma, os profissionais envolvidos no processo não são considerados apenas mão de obra. Pelo contrário, eles desempenham o seu papel durante o processo de gestão de tantas etapas da edificação e criação de ambientes.

Esses pontos interagem entre si para auxiliar nas entregas, focando no gerenciamento de projetos de arquitetura e engenharia em todas as suas etapas: planejamento 4D, coordenação 3D, análise estrutural, entre outras.

A importância do método BIM no ambiente profissional

O BIM está longe de ser apenas uma tendência do setor da construção. Hoje esse método é uma necessidade para os profissionais que desejam se destacar no mercado de trabalho na hora de oferecer os serviços de engenharia e arquitetura.

Segundo o Mapeamento de Maturidade BIM, das 643 empresas e representantes BIM no Brasil, 81% otimizam processos e geram economia por conta do simulacro feito por meio da modelagem digital do projeto. No entanto, 45% dessas empresas terceirizam funções relacionados ao BIM, como coordenação 3D, criação e revisão de modelos e projeto de sistemas construtivos.

Ou seja, há um interesse por profissionais que dominem o BIM, mas não existe mão de obra suficiente dentro das próprias empresas. É uma brecha para quem é da área e se interessa pelo tema, mas ainda não se decidiu em qual ramo se especializar.

Indo além das pesquisas, os exemplos práticos também destacam a importância desse método no ambiente de trabalho. Conheça as principais aplicações e justificativas para se especializar em BIM.

Otimização de desempenho

Em qualquer processo, seja na construção, seja em indústrias, a busca pela otimização do desempenho é uma necessidade constante. Contudo, o aprimoramento depende da tentativa e da investigação de desempenho.

A partir do BIM, é possível simular o processo e com isso encontrar formas de torná-lo mais eficiente. Tudo isso sem a necessidade de gastar recursos extras com um projeto, mas com a análise de falhas e métodos mais eficazes de execução.

Redução de custos

Visto que o BIM cria um ambiente virtualizado da sua obra, todos os recursos são utilizados com mais controle. Essa é uma forma de reduzir os custos do projeto a partir do uso mais eficiente dos recursos, uma vez que evita desperdícios e minimiza o retrabalho da equipe.

Além disso, com um acompanhamento mais próximo, é possível corrigir falhas antes mesmo que elas ocorram, tornando as entregas mais ágeis e aumentando a relação entre investimento e retorno.

Diminuição de conflitos

Já viu algum cronograma sendo um causador de conflitos, especialmente nas etapas finais? É muito comum, ainda mais quando ocorre o acúmulo de tarefas urgentes próximo ao prazo de entrega.

Nesses casos, a importância do BIM engloba a redução de conflitos durante a entrega de um projeto, já que mantém as informações mais indispensáveis centralizadas em um só lugar e em tempo real, com ajuda de softwares. Com isso, o cronograma se torna mais fluido e com menos possibilidades de erros e atrasos.

Ferramentas de empreendedorismo BIM para conhecer e se destacar no mercado

O BIM é um conjunto de soluções em constante atualização. Justamente por isso há diferentes softwares especializados disponíveis na internet para uso.

Na prática, todos permitem a virtualização de projetos, mas há características e recursos exclusivos em cada alternativa e que são próprios para determinada etapa do projeto e setor de atuação.

Conheça a seguir as principais ferramentas BIM para arquitetos e engenheiros.

Revit: software pago e conhecido do mercado

O Revit é um software BIM criado pela Autodesk e um dos mais populares para profissionais da construção civil.

Com ele, é possível modelar estruturas e formas, criando ambientes 3D com diferentes possibilidades de personalização, aumentando a fidelidade do projeto. Além disso, ele traz recursos de revisão e seções para atualização em tempo real conforme o projeto.

FreeCAD: software open source para arquitetos

O FreeCAD é um software de empreendedorismo BIM com licença gratuita e que permite criar ambientes em 3D.

No entanto, por ser gratuito, o FreeCAD não tem uma gama de opções e recursos como outros do mercado e que são pagos. O software se destaca por tornar ações mais básicas possíveis sem a necessidade de investimento. É bem útil em casos urgentes, por exemplo.

ArchiCAD: software popular entre grandes empresas

Assim como o Revit, o ArchiCAD é um software bastante conhecido entre AECs, especialmente médias e grandes empresas que dependam de licenças comerciais para equipes internas.

Desenvolvido pelo Graphisoft, essa ferramenta traz soluções de criação em grupo e recursos extras, como interface amigável e integração com outros programas.

Conheça a especialização em Processos BIM, Operação e Gestão do IPOG

Desde o Decreto nº  9.377/2018, que institui a estratégia de popularização do BIM no Brasil, o método é cada vez mais utilizado por profissionais da construção civil.

Todos esses esforços mostram que a área está em ascensão no Brasil, mas que é preciso estar preparado para saber como vender seus serviços como profissional qualificado em BIM ou mesmo para empreender.

Para dominar a metodologia BIM, é preciso estudar e investir na formação adequada. Por isso, o IPOG reuniu os nomes mais importantes e conhecidos do BIM do país e criou a pós-graduação Master BIM: Coordenação e Gestão para que você alcance o diferencial no mercado.

O curso é ministrado de forma remota, facilitando a conciliação entre as atividades profissionais e a qualificação. São 12 módulos que dividem conhecimentos práticos e teóricos sobre o uso do BIM em projetos de construção.

No IPOG, os estudantes aliam conhecimentos didáticos com as experiências de professores renomados do setor da construção civil. Cada aula é uma oportunidade de conhecer casos reais de aplicação do empreendedorismo BIM e descobrir como gerenciar a obra e a carreira com foco no sucesso profissional.

Módulos do curso

  1. Introdução a Conceitos e Processos em BIM;
  2. Gestão de Pessoas e Cultura;
  3. Gestão da Informação, Qualidade e Indicadores;
  4. Introdução e Prática das Ferramentas BIM;
  5. Protocolos e Normas BIM: Obras Públicas e Privadas;
  6. Estudos de Viabilidade e Análises;
  7. Processos e Fluxos de Projetos;
  8. Processos de Orçamentação;
  9. Planejamento e Utilização do BIM na Obra;
  10. Implementação e Documentação em BIM;
  11. Gestão de Contratos;
  12. Empreendedorismo e Marketing BIM.

Diferenciais do IPOG

A pós-graduação Master BIM: Coordenação e Gestão segue o propósito do IPOG de qualificar profissionais que estão à procura do sucesso no mercado de trabalho.

Mas, para além de um curso de qualidade, pensado para suprir as demandas da área, quem escolhe nossa instituição tem diferenciais exclusivos, como:

  • professores com histórico de sucesso profissional;
  • instituição renomada no mercado educacional;
  • parcerias internacionais;
  • flexibilidade nas aulas;
  • índice de 97% de satisfação entre alunos formados;
  • processo de aprendizagem sólido;
  • foco na especialização e no sucesso profissional.

Conheça mais sobre o empreendedorismo BIM na pós-graduação Master BIM: Coordenação e Gestão no site. É hora de se tornar um profissional de sucesso que sabe gerenciar projetos inteligentes!

Gostou deste artigo sobre empreendedorismo BIM? Conheça mais temas no nosso blog:

Artigos relacionados

Por que existem tantos problemas em obras? Frequentemente vemos na imprensa notícias sobre obras com uma qualidade questionável. Em algumas, os problemas são tão graves que acabam culminando em tragédias. Mas por que será que isso acontece tanto, já que todas elas são, ou pelo menos deveriam ser, plane...
4 pilares para se diferenciar na Engenharia. Você já conhece? No nosso último texto sobre este assunto, conversamos sobre a necessidade de compreender que independente do cenário econômico do país, a Engenharia carrega características próprias como o fato de apresentar períodos cíclicos de altos e baixos, sendo que cada ...
Tendências e Desafios da Arquitetura: por onde começar? De olho nas Tendências e Desafios da Arquitetura, o IPOG realizou um Webinar para tratar do tema e discutir sobre novos caminhos. Durante o bate-papo, o coordenador da Pós-graduação do IPOG Master em Iluminação & Práticas Projetuais em Arquitetura e da Pós...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários