Psicologia Positiva: três passos para a felicidade
2 minutos de leitura
14 de março de 2017

Psicologia Positiva: três passos para a felicidade

IPOG, Psicologia Positiva, Felicidade

Se na década de 90 a psicologia era um ramo científico voltado apenas para o estudo de doenças, transtornos psicológicos, tratamentos de depressão, ansiedade, angustias e o sofrimento humano, uma nova vertente surgiu para complementá-la.

Nos referimos a Psicologia Positiva. Ela estuda os aspectos positivos da vida do ser humano, sendo que o primeiro grande tema abordado nessa área é a felicidade humana que, de acordo com o especialista e professor do curso de MBA Executivo em Desenvolvimento Humano e Psicologia Positiva do IPOG, Hélder Kamei, forma uma tríade composta de:

1 – Vida aprazível: Consiste em você alcançar uma vivência de emoções positivas, como amor, alegria, esperança e inspiração, três vezes mais que a de emoções negativas, como medo, raiva e tristeza.

No ambiente de trabalho, por exemplo, isso quer dizer que você utiliza 75% do seu tempo executando atividades prazerosas e 25% com aquelas que não são tão legais assim, mas que precisam ser feitas. Esse é o caminho das emoções positivas. É uma dimensão emocional para chegar a felicidade.

2 – Vida engajada: Essa é uma dimensão mental, que consiste em você buscar experiências de flow, um estado em que o corpo e a mente fluem de uma forma totalmente harmoniosa e que resulta em uma vida mais engajada. Podemos dizer ainda que é a concentração total em uma atividade, seja ela física, mental, intelectual, artística, musical, social, religiosa, entre outras.

O que você faz com prazer e naturalidade? O que consome 100% da sua atenção? Independente das suas preferências, seja escrever, cantar ou praticar esportes, o mais importante, garante Kamei, “é se sentir energizado e motivado”.

3 – Vida significativa: Este último aspecto consiste em você ter uma vida com significado ou com um propósito maior. É justamente quando você encontra sentido para a sua existência. Esse caminho tem muito a ver em servir uma causa maior do que a si mesmo. Pode ser uma causa social, um projeto, entre outras atividades.

Esses três caminhos, que envolvem engajamento, experiências de fluxo e significado, devem estar alinhados para o alcance de uma vida plena, que sintetiza os aspectos da vida pessoal e profissional.

 


Artigos relacionados

IPOG recebe mais uma edição do “Doe Pensamentos Positivos” As aulas no Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG) ganharam uma atmosfera diferente nesta manhã de domingo (26). Isto, porque os alunos puderam vivenciar mais uma edição da “Doe Pensamentos Positivos”, uma ação nacional que tem por objetivo principal ge...
Case Elevare: a trajetória de Renata Falco, ex-aluna IPOG que inovou no mercado de Recursos Humanos Nos últimos dias 13 e 14 de abril, Goiânia foi palco do XVII Congresso Goiano de Gestão de Pessoas (GoianaRH), um dos maiores eventos na área de Recursos Humanos do Estado. Centenas de profissionais e estudantes compareceram para atualizar seus conhecimentos s...
Já parou para pensar sobre o caminho para o desenvolvimento? O ser humano se desenvolve ao longo de toda a vida. A formação do caráter, o florescimento de suas forças e a descoberta de todo o seu potencial vão acontecendo ao longo de toda a sua existência. Mas o que será necessário para que esse processo aconteça? Você ...

Sobre Hélder Kamei

Especialista e professor do curso de MBA Executivo em Desenvolvimento Humano e Psicologia Positiva do IPOG

Comentários