Engenheiro: qual tipo de profissional o mercado procura?
4 minutos de leitura

Engenheiro: qual tipo de profissional o mercado procura?

Segundo cálculos da Federação Nacional dos Engenheiros, até o começo de 2017, cerca de 50 mil vagas formais de trabalho para engenheiros foram fechadas. Depois de uma onda clara de demissões e remodelamento de trabalhos a partir de 2020, o mercado começou a reagir e dar sinais positivos. 

Há cada vez mais vagas em engenharia, mas não é todo mundo que consegue ser aprovado nos processos seletivos das empresas. Por que? Falta de conhecimento especializado e atualizado.

Por isso, o caminho pode ser buscar uma maneira de se diferenciar, de se destacar, mas para isso você precisa agir!

Para te ajudar nessa missão, pedimos para que o coordenador do MBA Gerenciamento de Obras, Qualidade e Desempenho da Construção do IPOG, Flávio Sohler, nos desse algumas dicas sobre o engenheiro que o mercado atual procura.

Confira, neste artigo, o que o mercado espera do profissional, quais as habilidades necessárias para o setor e os melhores cursos para preparar você para as melhores vagas.

Qual é a engenharia que mais emprega?

A Engenharia Civil tende a ser o ramo da Engenharia com mais profissionais no mercado. No entanto, há outras frente que tem ganhado destaque ano após ano no Brasil, como:

Qual a engenharia mais promissora para o futuro?

Os conhecimentos aprendidos em qualquer área da engenharia são relevantes e podem ser usados em diversos setores. Por isso, vale destacar que o que pode fazer com que o profissional seja bem sucedido é uma especialização na área.

Atualmente, há grande destaque para:

  • Tecnologia
  • Computação
  • Sustentabilidade e meio ambiente
  • Indústrias e processos
  • Construção e infraestrutura

Engenheiro e as exigências do mercado de trabalho

Segundo Flávio Sohler, o conhecimento exigido do profissional que lida com a construção civil vem aumentando e exigindo também maior versatilidade e visão sistêmica da edificação. 

Em geral, os engenheiros que se especializam em projeto de fundações não dominam o comportamento das alvenarias, os que lidam com estruturas desconhecem detalhes do desempenho das impermeabilizações e assim por diante. Por isso, a demanda tem sido por profissionais cada vez mais completos

“Ao invés da empresa ter vários especialistas, ela procura um engenheiro que entenda por exemplo de planejamento e execução de obras”, alerta Sohler.

Ele também explica que cada vez mais se procura pelo engenheiro que atua como líder no empreendimento. 

“É preciso ter uma visão global do empreendimento. Uma visão sistêmica”. 

Uma visão, que segundo o coordenador do IPOG, se divide em 3 áreas: técnica, tática e estratégica. Saiba mais sobre cada um desses pontos a seguir.

Visão Técnica

Como o próprio nome já diz, está ligada a aspectos técnicos. O profissional precisa ser bom na área em que se propõe atuar, mas além disso, dominar também temas relacionados ao seu ramo de atuação. 

“Ele precisa saber sobre impermeabilização, segurança do trabalho etc”, pontua Flávio Sohler.

Visão Tática

A visão tática trata-se de uma visão gerencial. Envolve planejamento, tanto de curto, como de médio e longo prazo. É necessária para que o profissional saiba trabalhar com racionalização dos materiais, a melhor maneira de estocá-los, gestão de qualidade

“O engenheiro que tem uma visão tática é capaz de dizer ao fornecedor que ele só pode entregar o cimento em ‘tantas’ fileiras, porque senão o saco pode estragar, causando prejuízo”, explica o coordenador do MBA do IPOG.

Visão Estratégica

É necessário ter visão de negócio. Olhar de empreendedor, mesmo sendo funcionário. Por isso é importante entender sobre a lucratividade de um empreendimento, taxa interna de retorno, viabilidade do negócio e saber trabalhar com indicadores de acompanhamento do controle financeiro do projeto

Ter este feeling vai te auxiliar a aumentar a produtividade na obra, combatendo sempre o desperdício.

Flávio Sohler ainda esclarece que não basta o engenheiro saber ler uma planta de arquitetura, estrutural ou fazer o cálculo de uma fundação. Este profissional também precisa buscar o seu desenvolvimento como gestão, tanto para trabalhar com recursos, como também para trabalhar com pessoas. 

Afinal, nenhuma obra se constrói sem gente trabalhando e quanto mais habilidade para liderar pessoas o gestor tiver, melhores serão os resultados.

Por que fazer uma especialização em engenharia?

Uma especialização em engenharia é interessante para adquirir novos conhecimentos, alinhar-se às demandas do mercado, concorrer a cargos e salários mais altos, além de se posicionar como referência na área.

De acordo com o IBGE, profissionais com pós-graduação têm salários até 225% maiores do que quem não possui a titulação.

Mas não é só uma questão de remuneração. As empresas tendem a valorizar mais engenheiros especializados para oferecer maior foco e estratégia nas decisões. Isso porque o profissional se apresenta como alguém que busca melhoria e que pode agregar ainda mais ao ambiente corporativo.

Quer se especializar? Conte com o IPOG para se aprimorar na área

O MBA Gerenciamento de Obras, Qualidade e Desempenho da Construção foi desenvolvido para atender às necessidades de um mercado exigente e que busca por engenheiros cada vez mais preparados. 

Essa especialização alia conceitos práticos de gerenciamento de obras, pelo qual o profissional habilitado só tem contato quando se depara na prática do dia a dia, e informações de desempenho das edificações que o mantém integrado e atualizado com as mais diversas áreas da construção civil. 

Saiba mais sobre o curso e amplie suas possibilidades de atuação.

Módulos do curso

  • Modelagem 4D da Obra voltado para o Processo Construtivo
  • Planejamento de Obra com MS-Project
  • Gestão Operacional do Canteiro e Cadeia de Suprimentos
  • Engenharia de Custos com foco na Gestão de Obras
  • Gestão de Contratos na Construção Civil
  • Boas Práticas para Execução de Fundações
  • Boas Práticas para Execução de Estruturas de Concreto
  • Boas Práticas para Execução de Estruturas Metálicas
  • Ferramentas para Gestão da Qualidade
  • Tecnologias Construtivas para Execução de Vedações
  • Práticas voltadas para Construção Enxuta (Lean Construction)
  • Aplicação da Gestão de Projetos na Construção Civil
  • Tecnologias Construtivas para Execução de Revestimentos
  • Desempenho das Construções com foco na Durabilidade
  • Práticas de Gestão Ambiental na Construção
  • Implantação de Sistemas de Impermeabilização
  • Boas Práticas de Instalações Prediais
  • Práticas de Gestão da Qualidade aplicadas à Obras

Professores de renome do mercado

O corpo docente do IPOG é composto por mestres e doutores com ampla experiência em docência, mas que possuem experiência profissional no setor. Dessa forma, é possível guiar melhor o engenheiro rumo ao sucesso e atendendo às expectativas de um mercado cada vez mais competitivo.

Seja o engenheiro que o mercado procura com o MBA presencial em Gerenciamento de Obras do IPOG

Escolha uma formação sólida e que acompanha as tendências do mercado de engenharia. 

Ao final do curso, você está pronto para gerir equipes, tomar melhores decisões em todas as etapas da obra, administrar a utilização dos recursos de modo a evitar desperdícios, acompanhar a execução dos processos e usar as novas tecnologias a seu favor.

Visite a página do curso, preencha o formulário e fale com nossos consultores de carreira!

Artigos relacionados

Manutenção predial: como o IPOG ajuda você a garantir melhor desempenho das construções Sabemos que o planejamento da obra é tão importante quanto a manutenção predial ao longo dos anos em se tratando da construção civil. Esse cuidado depois de ter o prédio pronto é essencial para manter a vida útil de uma edificação e se adiantar em casos de pr...
O que falta no mercado para profissionais de engenharia? Os profissionais de engenharia estão entre os mais bem cotados para serem os “profissionais do futuro”. O termo se refere aos melhores candidatos às vagas relacionadas ao mundo da tecnologia, da construção e do gerenciamento de projetos. No entanto, os pro...
Perícia ambiental: o que é e como se especializar nessa área? O mercado de trabalho para a área de perícia ambiental tem uma demanda crescente por profissionais qualificados. Isso se deve à necessidade do cumprimento da legislação ambiental no país e do foco cada vez maior em ações sustentáveis e de recuperação do meio ...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários