Conheça as profissões que continuam aquecidas em tempos de crise
3 minutos de leitura
09 de dezembro de 2016

Conheça as profissões que continuam aquecidas em tempos de crise

IPOG, Profissões

O ano de 2016 foi desafiador para o setor econômico brasileiro, mas, apesar da crise financeira, saber que algumas carreiras continuam aquecidas é uma ótima notícia. Ainda existem profissões que estão em alta e oferecem bons salários, embora eles não tenham tido grandes reajustes. Porém, essas vagas estão reservadas para um perfil específico: pessoas que estão dispostas a colocar a mão na massa e usar a crise como um momento para aprender mais e assumir novas responsabilidades.

Confira a lista das profissões que estão em alta:

– Finanças: A necessidade por rápidos resultados exige que os profissionais de finanças façam mais com menos e trabalhem estrategicamente. Este é o primeiro setor a sentir o sufoco da crise, já que é o responsável por manter as contas em dia, por isso exige os profissionais mais qualificados e eficientes. O perfil mais procurado é o de quem faz mais com menos e está acostumado a trabalhar bem próximo ao negócio.

– RH: Quadros pequenos, mas bem qualificados, essa é a grande procura das empresas para enfrentar a crise econômica com eficiência para garantir que as equipes sejam formadas por funcionários altamente capacitados. Por isso, com as equipes enxutas, as empresas buscam pessoas que tenham a capacidade de atuar em várias frentes. Neste setor se destaca quem tem o perfil analítico e voltado para resultados.

– Vendas e Marketing: A área de vendas é essencial para trazer novos negócios e ajudar a bater as metas das companhias, por isso, para se destacar em meio à multidão é necessário ter um perfil desbravador. A dificuldade de fechar negócios aumenta a demanda por pessoas capazes de analisar dados, tanto em vendas quanto em marketing. Além disso, o profissional também precisa entender por que os negócios não estão fluindo, reforçando aí a necessidade de o profissional possuir um perfil analítico.

– Jurídico: Outro setor em ascensão por consequência da crise é o jurídico, responsável pelas recuperações judiciais, disputas trabalhistas, dívidas etc. Esses profissionais não costumam ficar sem emprego na crise, já que em momentos difíceis sobram problemas para serem resolvidos. Mas, embora a demanda seja maior, o setor também busca profissionais que possuam eficiência, produtividade e garantam bons resultados. Entre as especialidades mais exigidas está a da área trabalhista, que cresceu muito de 2014 para cá, já que com os cortes de custos e reestruturação das organizações muitas empresas e trabalhadores buscam seus direitos.

– Engenharia: Embora para a área de construção civil e infraestrutura, responsáveis por absorver a muitos engenheiros, não esteja tão aquecida, existem outras oportunidades interessantes para os profissionais. Entre elas, o agronegócio, que continua contratando engenheiros para atuar com soja, milho, açúcar e algodão. O setor está em ascensão e há vagas desde o engenheiro agrônomo, responsável pelas plantações, o engenheiro especializado em vendas e o responsável pelas negociações portuárias. O perfil dos profissionais mais exigidos é aquele que está alinhado à nova tecnologia e tem um olhar estrategista.

– Seguros: O mercado de seguros ainda é jovem no Brasil e está cada dia mais dinâmico em consequência do surgimento de startups de seguros simples direcionados a pessoa física e a entrada de fundos de investimento no setor. Por isso, o profissional da área, que já foi mais conservado, agora precisa se manter dinâmico e atualizado com as tecnologias que estão chegando. Os recrutadores têm buscado cada vez mais pessoas mais arrojadas e com espírito empreendedor para atuar.

– Tecnologia: A tecnologia é hoje uma área importante para todas as empresas. A proximidade com a inovação é proporcionada às companhias graças a TI, que também alinha as organizações com as transformações digitais. O maior destaque é para o setor de varejo que tem investido cada vez mais na união do físico com o digital. Já para os profissionais que desejam um ambiente mais desafiador, a saída é trabalhar em startups que busquem desenvolvedores IOS e Android, já que grande parte das companhias nascentes atua pelos aplicativos de celular.


Artigos relacionados

Como lidar com os conflitos do meu trabalho? Numa empresa as pessoas não precisam ser melhores amigas, mas elas precisam entender que para trabalhar lá elas devem deixar as questões pessoais de lado e focar nas questões organizacionais. Mas,  nem sempre é isso o que acontece, no ambiente organizacional é...
Recuperação judicial: tudo o que você precisa saber para se manter o mais longe dela Como consultor econômico estive a frente de processos de recuperação judicial extremamente bem sucedidos, como o caso da varejista de medicamentos, Santa Marta, que em menos de dois anos executou um plano tão bem elaborado que hoje concorre em pé de igualdade ...
Formei! E agora, por que devo fazer uma especialização? A experiência adquirida em uma graduação há um bom tempo deixou de ser o principal motivo para conseguir um bom cargo nas organizações e até mesmo para ingressar no mercado de trabalho. Hoje em dia, os recrutadores dão vantagens para aqueles que possuem algum ...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários