Logística 4.0: como se preparar para o novo mercado
4 minutos de leitura
08 de junho de 2021

Logística 4.0: como se preparar para a evolução do mercado

A quarta revolução industrial deu continuidade à transformação digital com o uso de tecnologia nos diversos campos dos processos fabris. Assim, todas as inovações das últimas décadas objetivam mais eficiência e produtividade. A logística 4.0 é parte desse cenário de mudanças.

A gestão de negócios na era digital tem diante de si o desafio de buscar atualizações constantes para se manter competitiva. Isso é possível com o uso de diversas ferramentas tecnológicas que tornam as operações mais inteligentes e com valor agregado.

Dessa forma, a lógica 4.0 no mundo dos negócios está baseada em mais automação, processos definidos, monitorados, estratégias orientadas por dados e conexão entre toda a cadeia produtiva.

A logística no Brasil ainda consome muitos recursos das empresas e do PIB nacional, especialmente por causa da falta de infraestrutura. No entanto, há outros problemas, como a falta de maturidade e investimento em inovações para otimizar as operações de ponta a ponta.

Neste artigo, explicamos as características da logística 4.0, seus benefícios e como se atualizar para ser um profissional de destaque na área. Boa leitura!

O que é logística 4.0?

A logística 4.0 é uma evolução da logística tradicional que, por meio de soluções tecnológicas em informação e comunicação, visa atender aos critérios de agilidade, eficiência, custos reduzidos e dados com uso estratégico, propostos pela indústria atual.

Os processos orientados por essa nova fase da logística usam computação em Nuvem, internet das coisas, Big Data, BI, Analytics, entre outras soluções, para gerenciar e monitorar atividades em tempo real, promover a troca de informações entre clientes, transportadoras, armazéns e demais partes da cadeia logística.

Benefícios da logística 4.0

As novas tecnologias empregadas na logística 4.0 proporcionam uma série de vantagens para todos os processos, sejam eles relacionados a transporte, estoque, operações administrativas e fiscais. Confira alguns desses benefícios:

  • Integração facilitada entre os integrantes da supply chain por meio de soluções em comunicação, sistemas de gestão etc.
  • Prazos de entrega reduzidos, graças à maior precisão operacional e otimizações data-driven.
  • Redução de estoques, perdas e desperdícios, graças a ferramentas para uma gestão inteligente dos centros de estocagem, monitoramento de mercadorias para evitar avarias e extravios.
  • Redução de custos com armazenagem e transporte, graças às otimizações operacionais e desburocratização, destravando a produtividade e competitividade do negócio.
  • Geração de dados úteis para dar suporte e assertividade às tomadas de decisão, possibilitando melhorias contínuas, correção de erros mais ágil e melhores estratégias.

Com tantas melhorias, é preciso estabelecer não apenas uma precificação melhor como também um serviço mais rápido, eficaz e de qualidade, aumentando a satisfação do cliente.

Principais tecnologias da logística 4.0

Como uma empresa deve se preparar para essa transformação?

Conhecer bem o modelo de gerenciamento e os processos de uma organização, investir de forma precisa em talento humano e em tecnologia são os caminhos de mudança que a gestão de empresas deve seguir para fazer parte dessa nova fase com sistemas ciberfísicos e potencializar os resultados.

Algumas soluções essenciais:

Internet das Coisas (IoT)

A IoT torna possível a conexão de equipamentos e aparelhos do dia a dia à internet.

Diversas máquinas e ferramentas utilizadas em logística já estão disponíveis com essa tecnologia. Sensores capazes de informar localização da frota via Wi-Fi, prateleiras que geram informações sobre peso e dimensões dos paletes etc.

Assim, todo o setor tem a possibilidade de funcionar com equipamentos automatizados, capazes de responder segundo parâmetros definidos em sistemas. Reduzindo a manualidade e o erro humano, aumenta-se a produtividade e a segurança dos processos e dos colaboradores.

Inteligência Artificial

A AI (Artificial Intelligence) permite que sistemas tomem decisões de forma autônoma. Com esse tipo de tecnologia é possível entender comportamentos e fazer projeções sobre o setor.

A Inteligência Artificial contribui para reduzir erros, mas também abre inúmeras possibilidades de ações otimizadas e customizadas por meio da análise de dados.

Cloud computing

A computação em Nuvem é um upgrade importante para os negócios na era digital. Estar na Nuvem é ter a virtualização de serviços e geração de informação útil, tudo acessível em diferentes localidades e aparelhos.

Os serviços de cloud computing são fundamentais para coletar, arquivar e disponibilizar informações de maneira ágil, segura e monitorada. Assim, essa tecnologia auxilia a logística, permitindo a expansão das capacidades do serviço logístico, além de facilitar o acesso de dados entre os players.

Machine learning

O machine learning (aprendizado da máquina) caracteriza-se por ser uma tecnologia capaz de aprender com as interações e os dados que são fornecidos. Ferramentas baseadas em machine learning operam com autonomia, tornando a logística mais inteligente de ponta a ponta.

Exemplos de soluções específicas em logística que usam uma ou mais das tecnologias acima são: TMS (Sistema de Gestão de Transporte e Logística), WMS (Sistema de Gerenciamento de Estoque), além das ferramentas de Big Data e Business Intelligence.

Especialização para a logística 4.0 

A logística é, por definição, um conjunto de operações multidisciplinares, o que engendra certa complexidade. Nesta nova era, soma-se a esse cenário a necessidade de saber escolher e dominar diferentes tecnologias, de ser mais estratégico nas decisões e de entrar em uma cultura organizacional de inovação.

Considerando esses desafios e todas as demandas do mercado e consumidores atuais, em especial com um cenário multicanal e de aceleração digital promovido pela pandemia, muitos profissionais têm buscado capacitação para se atualizar e ter mais assertividade na rotina de trabalho.

MBAs e especializações são cursos que garantem atualização, conhecimento aprofundado em áreas cruciais e repertório prático para a atuação profissional mais assertiva.

Pensando nisso, o IPOG criou o MBA Logística, Supply Chain e Transportes, um curso para fortalecer o perfil e o currículo dos estudantes de ponta a ponta. São 12 módulos que abarcam gestão, tecnologia e campos, como o e-commerce e o agronegócio.

Se você deseja ser capaz de atuar com a logística de forma mais competitiva e inovadora, fale conosco e descubra mais detalhes desse curso.

Gostou deste artigo sobre logística 4.0? Confira mais três títulos que podem te interessar:

IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação

Instituição de ensino com nome e reconhecimento de excelência no mercado, o IPOG fará a total diferença no seu currículo.

O IPOG conta com diversos cursos de ensino superior e tem em seu quadro docentes de excelência. A proposta do IPOG é a de um ensino humanizado, que estimule o desenvolvimento das potencialidades de cada aluno e otimize os seus planos de carreira e de vida.  

O Instituto está presente em todos os estados do país e no Distrito Federal e conta com quase 20 anos de experiência na formação de grandes especialistas.

Os projetos pedagógicos realizados na instituição são diferentes dos já existentes no mercado. Isso fez com que alcançasse o status que tem hoje.

Não deixe de investir no seu futuro e se tornar o profissional com o qual sempre sonhou!

Artigos relacionados

Saiba mais sobre a tecnologia BIM e seja um profissional desejado pelo mercado A indústria AEC (Arquitetura, Engenharia e Construção) apresenta cada vez mais complexidade e competitividade. Isso se deve ao surgimento das novas tecnologias e, ao mesmo tempo, do amplo acesso à informação. Neste cenário, técnicas de construção virtual e fo...
Ser gerente de projetos: 6 dicas para se tornar um Você já pensou em se tornar gerente de projetos? Então, continue acompanhando este material! A recessão econômica dos últimos anos influenciou a área de gestão de projetos, no entanto, os próximos anos, a começar por 2018 - considerando a reversão do PIB a par...
Como fazer orçamentos com BIM? Muito tem se falado sobre a importância do método BIM. A partir dele é possível compatibilizar projetos, projetar um modelo virtual e ter diversas informações atreladas a ele. Essa possibilidade também contribui para um maior controle sobre o orçamento da obra...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários