Construção em steel frame é o futuro das construções brasileiras?
5 minutos de leitura
17 de novembro de 2020

Construção em steel frame é o futuro das construções brasileiras?

Construção em Steel Frame é o futuro das construções brasileiras?

O avanço na industrialização da construção civil e o estabelecimento de tendências que ainda eram tímidas em solo nacional, como é o caso da construção em steel frame, têm aberto espaço para mudanças importantes no setor.

Na busca por construções limpas, sustentáveis, com processos ágeis, seguros e eficazes, o light steel framing (LSF) surge como opção atrativa, já que, além dessas vantagens, a estrutura em aço é compatível com vários materiais (madeira, painéis de alumínio composto, sistema drywall etc.).

Engenheiros, arquitetos e demais profissionais desse setor já começam a buscar pós-graduação para atuar nesse segmento, afinal as transformações abarcam bem mais do que apenas a adoção do aço no lugar do concreto e as estruturas fabricadas industrialmente.

Assim como outros setores, a construção civil vive dias em que novas práticas gerenciais ganham destaque. O ambiente 4.0 da automação e a transformação digital se tornam conhecimentos fundamentais a serem dominados.

A fim de entender melhor sobre o universo da construção em steel frame no Brasil e auxiliar quem está em busca de sucesso profissional na área, elaboramos este artigo. Boa leitura!

Características da construção em steel frame

Para quem não sabe o que é construção em steel frame ou light steel frame (aço leve, em inglês), trata-se de um método sistema construtivo em que estruturas em aço galvanizado são utilizadas para vigas, colunas, telhados etc. em substituição aos tijolos e ao tradicional uso de concreto.

Também é chamado de construção seca, por utilizar água normalmente apenas na etapa de fundação, gerando uma economia desse recurso, e envolve, geralmente, a pré-fabricação e o uso de materiais mais leves do que as técnicas construtivas convencionais.

A fundação realizada no steel frame é de radier de concreto protendido ou armado e comporta instalações hidráulicas e elétricas. Os painéis estruturais externos ou internos são compostos de aço e mais uma série de camadas de diferentes componentes, a exemplo da placa de Oriented Strand Board (OSB).

Se um dos objetivos da engenharia é garantir edificações de segurança e durabilidade alinhadas a conforto térmico, acústico e resistência ao sistema, o domínio da técnica de construção em steel frame é um caminho que torna isso possível, combinando ainda outras vantagens importantes.

Quais as vantagens do steel frame?

Da produtividade à redução de custos em obras e recursos, a construção em steel frame tem muitos benefícios. Vejamos alguns.

Menos entulhos e resíduos

Com uma produção controlada em unidades fabris, a utilização de muitos materiais recicláveis (o aço é um deles) e um processo de montagem mais limpo, tem-se um canteiro de obras mais organizado, sem desperdício de material e menos geração de resíduos.

Construções eficientes e ágeis

Compatíveis com a metodologia BIM, os projetos construtivos ganham mais assertividade na fase pré-construção e podem ser até três vezes mais rápidos, já que as peças vêm prontas da fábrica ou pré-montadas, seguindo-se a fase de montagem das estruturas e ligação entre elas. Isso também possibilita menos etapas construtivas.

Versatilidade e facilidade de manutenção

O steel frame pode ser usado em projetos residenciais, edifícios comerciais, pontes, passarelas, supermercados, entre outros, por meio de peças montáveis ou desmontáveis que suportam intervenções diversas no processo construtivo.

Além da excelente durabilidade e resistência, as construções em aço têm fácil compatibilidade com soluções green building, como para redução do consumo de energia elétrica. Quando necessária reposição/manutenção, a placa pode ser removida e reinstalada de maneira mais simples e com menor custo.

Quais as desvantagens da construção em steel frame?

Apesar das vantagens mencionadas, além do ganho de área com paredes internas de menor espessura em relação aos métodos convencionais, a construção em aço também tem pontos de atenção.

Custo

Considerando as especificidades de um projeto e o planejamento, a construção pode sair mais cara que uma de concreto. Entretanto, o custo-benefício, a vantagem econômica que o aço apresenta e o reaproveitamento do material são pontos a ser considerados. Portanto, é possível realizar obras de baixo custo.

Mão de obra qualificada

O sistema de construção em steel frame pede mão de obra especializada do planejamento à execução: são cálculos, minúcias, domínio de tecnologias e processos que exigem outros conhecimentos dos profissionais.

Limitação de altura

Embora de excelente resistência e desempenho sísmico, não é recomendada a utilização do steel frame em construções com mais de cinco andares, por se tratar de um material leve. Contudo, toda a produção desse sistema obedece a normas técnicas de segurança. O ponto é ter expertise para escolher essa metodologia ou não.

Construção em steel frame no Brasil

As construções em aço surgiram na Inglaterra há cerca de 200 anos. Esse material está presente há muitos anos na Europa e nos Estados Unidos, assim como o wood frame. Isso é o resultado da revolução na indústria metalúrgica e da necessidade de desenvolvimento urbano. 

No Brasil, o mercado ainda está nas primeiras décadas de desenvolvimento, mas já há empresas especializadas em sua fabricação, com cases de sucesso, resultado do leque de possibilidades para engenheiros, arquitetos e designers. O setor público também vem buscando cada dia mais soluções com sistemas leves e modulares.

Especialização gera vantagem competitiva para atuar com o steel frame

Segundo relatório recente da data intelligence, a expectativa para a taxa anual de crescimento composta do mercado de light gauge steel framing é de 4,80% nos próximos sete anos. Esse é um valor considerado muito animador para o setor.

No Brasil, a expectativa é de crescimento também, seguindo a retomada da área da construção civil pós-covid-19, bem como a solidificação das tendências construtivas leves e sustentáveis, tanto para edifícios comerciais quanto residenciais.

Contudo, falta especialização dos profissionais e, como o mercado ainda está crescendo, as melhores oportunidades vão ficar com quem tem o perfil profissional mais sólido. Nesse cenário, muitos profissionais da engenharia e arquitetura têm buscado a pós-graduação como solução.

É uma maneira de dar um upgrade na carreira, atualizar e ampliar conhecimentos adquiridos na graduação e ter mais assertividade para as demandas do mercado nesse segmento.

O IPOG é uma instituição de Ensino Superior que está atenta a essa lacuna no mercado e idealizou o curso MBA Projeto e Construção de Estruturas Metálicas. Com aulas remotas ao vivo, é um excelente investimento para quem deseja sair na frente e alavancar o plano de carreira com experiências profissionais relevantes.

Se você deseja saber mais sobre este MBA, fale conosco e descubra tudo o que o IPOG oferece aos seus estudantes.

Conheça o IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação

Uma instituição de ensino com nome e reconhecimento no mercado, que faz total diferença no currículo.

O IPOG oferece diversos cursos de Ensino Superior e tem em seu quadro de docentes professores de excelência e renome no mercado. A proposta é um ensino humanizado que estimula o desenvolvimento das potencialidades de cada aluno.

O IPOG está presente em todos os estados do país e no Distrito Federal e conta com quase 20 anos de experiência em formar grandes profissionais.

A satisfação do aluno se tornou a sua marca registrada: o índice chega a 97,14% em todo o país. Os projetos pedagógicos realizados na instituição são diferentes dos já existentes no mercado, o que fez com que a instituição alcançasse o status que tem hoje.

Gostou deste artigo sobre Construção em Steel Frame? Confira mais três títulos que separamos para você:

Até a próxima.

Artigos relacionados

Lighting Designer é oportunidade para profissionais que querem se destacar no mercado Você conhece a profissão do Lighting Designer? O lighting designer é o profissional responsável por desenvolver projetos de iluminação para ambientes com finalidade estética e funcional da luz. Com essa habilidade, é possível aplicar cores, formas, intensidad...
Conheça 8 softwares para cálculo estrutural que irão otimizar seu trabalho O sistema estrutural é uma das partes mais importantes da edificação. Assim, todos os aspectos referentes ao seu desenvolvimento merecem atenção plena para garantir precisão e segurança, impactando também o bom fluxo das etapas de uma obra. Felizmente, par...
Brasil do futuro: cidades brasileiras se abrem para o conceito de smart cities O desenvolvimento tecnológico, aplicado ao planejamento urbano e à sustentabilidade, tem permitido a grandes empresas investirem vultuosas somas para edificarem SmartCities, ou, pela tradução literal, cidades inteligentes. O oriente dá passos largos neste sent...

Sobre Flavio Augusto Settimi Sohler

Pós-Doutor em Engenharia Civil-TUHH (Alemanha) e LNEC (Portugal); Cursou doutorado em engenharia civil na UFRGS; Doutor em Psicologia Organizacional pela PUC-GO; Mestre em Engenharia de Produção pela PUC-RJ; Pós-Graduado em Análise de Sistemas-PUC-RJ e Project Finance-USP; Graduado em engenharia civil pela PUC-RJ. Coordenador e Professor no IPOG no MBA Gestão de Projetos em Engenharias e Arquitetura; MBA Gerenciamento de Obras, Qualidade e Desempenho da Construção; MBA Projeto, Execução e Desempenho de Estruturas e Fundações; MBA em Negócios Imobiliários & Inteligência de Mercado

Comentários