Curso de direito: tudo que você precisa saber antes de começar
6 minutos de leitura
24 de setembro de 2021

Curso de direito: tudo o que você precisa saber antes de iniciar

Curso de direito: tudo que você precisa saber antes de começar

O curso de direito é um dos mais tradicionalmente populares no mundo, ao lado da graduação em medicina, reafirmando o prestígio social e a relevância conquistada através da história.

No Brasil, todos os anos milhares de pessoas são atraídas para a graduação em direito, e outra parcela imensa de alunos finaliza o curso ao receber o título de bacharel, ingressando no mercado de trabalho.

Estima-se que o país tenha mais de 1,2 milhão de profissionais de direito, e uma pesquisa recente do jornal Folha de São Paulo mostrou que, apesar do mercado concorrido, o grau de satisfação dos profissionais da advocacia é alto. Segundo o estudo, 3 em cada 4 (74%) avaliaram o mercado com notas de 7 a 10.

Neste artigo, entenda melhor como é o curso de direito, sua duração, as especificidades, as áreas possíveis de atuação e tire todas as dúvidas sobre essa escolha de carreira. Boa leitura!

Entenda como funciona o curso de direito

O curso de direito é uma graduação da modalidade bacharelado e tem duração média de 5 anos ou 10 semestres. Em linhas gerais, essa formação é composta de várias disciplinas teóricas e práticas que constituem áreas do direito, por exemplo:

As matérias abrangem diversos aspectos da vida pública e privada e do comportamento humano, como obrigações e responsabilidades, contratos, direito de família, direitos humanos etc. 

O aluno interessado em seguir na advocacia precisa prestar o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), cuja aprovação garante a autorização para fazer o registro profissional, obter a carteira e exercer a profissão.

O curso de direito tem caráter generalista: os três primeiros anos são mais teóricos e aos poucos as áreas específicas e a parte prática vão sendo introduzidas. Há na formação curricular estágio obrigatório e o trabalho de conclusão do curso (TCC) é geralmente uma monografia.

A prova da OAB

Para advogar, é necessário que o aluno passe na prova da OAB.

A prova costuma acontecer três vezes ao ano, com editais publicados a cada quatro meses em média.

A avaliação é realizada em duas etapas com datas distintas. A primeira fase tem 80 questões objetivas de múltipla escolha e a segunda é prático-profissional, requisitando a redação de uma peça profissional e de quatro questões discursivas, na forma de situações-problema.

Dá para ser advogado sem ter OAB?

E muita gente pode se perguntar: o que um bacharel em direito pode fazer sem OAB?

Existem algumas opções. Quem ainda não conseguiu passar pode trabalhar em escritórios de advocacia na condição de assistente jurídico, auxiliando advogados nas atividades diárias, e na gestão jurídica de escritórios e departamentos.

Há também alguns concursos públicos que não exigem a prova da ordem, como concursos da Polícia Militar e auditorias. É possível também ingressar na carreira acadêmica e docente. Contudo, nesses cargos a pós-graduação ou especialização é necessária.

Quais são as áreas de atuação para quem cursa direito?

Normalmente, ao fazer o curso de direito, o estudante tem ao fim do seu curso a opção de atuar como advogado ou seguir carreira jurídica.

Advocacia

Representa e intermedia para empresas, instituições e pessoas.

Arbitragem internacional 

Trabalha resolvendo conflitos, majoritariamente comerciais, entre governos e entidades de diferentes países. 

Direito administrativo

Trabalha com a legislação aplicada na administração pública.

Direito ambiental

Atua diante de conflitos que permeiam a relação do homem com o meio ambiente.

Direito civil 

Uma das áreas mais amplas e conhecidas. O profissional atua representando interesses nos conflitos que envolvem propriedade de bens, transações de negócios, direito da família, das obrigações, das sucessões etc.

Direito comercial 

Lida com as questões legais referentes a abertura e fechamento de empresas, além de outros aspectos das relações comerciais.

Direito do consumidor 

Garante o cumprimento das leis que mediam as relações entre consumidor e empresas.

Direito contratual

Representa uma das partes na redação e assinatura de contratos de compra e venda.

Direito de propriedade intelectual

Trabalha pela garantia dos direitos autorais sobre obras.

Direito digital 

Trabalha com questões jurídicas envolvendo internet, informática e tecnologias.

Direito penal ou criminal

Responsável pela defesa ou acusação em processos criminais contra pessoas físicas e jurídicas.

Direito trabalhista e previdenciário

Trabalha com representação no contexto da relação trabalhador-empregado, além de lidar com questões de sindicatos e da previdência social.

Direito tributário

Atua com a legislação referente a arrecadação de impostos, obrigações tributárias

e atribuições dos órgãos de fiscalização.

Carreira Jurídica

Trabalha em órgãos públicos municipais, estaduais ou federais. Normalmente o acesso se dá via concurso público. As principais áreas são:

  • advocacia ou defensoria pública
  • delegacia de polícia
  • magistratura
  • ministério público

Vale lembrar: Para ser advogado, é obrigatório passar no exame da OAB.

Mercado de trabalho na área do direito

Como foi visto, há muitas opções para um estudante seguir ao fim de sua capacitação. Contudo, é preciso estar atento ao fato de que, independentemente da área escolhida para atuar, investir em aperfeiçoamento e continuar estudando são práticas para o resto da vida.

Depois de formado, nem sempre o aluno já se decidiu quanto à carreira, mas, de todo modo, ao encontrar a realidade do mercado, ele tem melhores condições de entender as tendências e demandas, se posicionando conforme o seu interesse.

Quanto às tendências em alta no direito, pode-se ressaltar a área de compliance, que tem sido um ponto de atenção para empresas. Diante dos recentes impactos por conta da pandemia de covid-19 há bastante demanda na área trabalhista, de recuperação judicial e de crédito e tributária.

Também merecem destaque a área de direito médico e a direito digital com a expansão das transações online. Em linhas gerais, o mercado de direito se mantém aquecido, pois há sempre necessidade de representação, arbitragem etc.

Habilidades essenciais para o graduado no curso de direito

Ao longo do processo de aprendizagem no curso de direito, o aluno percebe que precisa construir um arsenal de habilidades técnicas e comportamentais para ser bem-sucedido não apenas no curso e suas atividades complexas como também no mercado de trabalho.

Confira algumas dessas competências:

Leitura proficiente

Gostar de ler é fundamental nesse curso. O volume de material para leitura durante o curso, para ser aprovado na prova da OAB e, depois, na rotina profissional em advocacia, magistratura, promotoria, docência ou outros cargos é muito grande.

Além disso, não se trata apenas de ler processos e outros gêneros textuais ligados ao direito. É fundamental manter-se atualizado em conhecimentos gerais e tudo o que concerne ao seu setor de atuação.

O direito é uma área complexa em muitos aspectos; por isso, um leitor proficiente, capaz de entender de forma eficaz, articulada e analisar criticamente o que leu é fundamental.

Inteligência emocional

Quem trabalha com direito sabe já sabe: a rotina pode estar cheia de conflitos, pressões, alto volume de trabalho, dinâmica forense e realidades que, sem inteligência emocional, podem comprometer a saúde, especialmente a mental.

A inteligência emocional refere-se à habilidade de saber gerenciar as próprias emoções e as dos outros, alcançando equilíbrio e harmonia com as diferentes situações do cotidiano.

Comunicação eficaz

Quem faz curso de direito precisa ter expertise na comunicação escrita e na falada. Esses dois eixos são básicos no dia a dia do profissional que precisa redigir muitos documentos, valer-se de sua oratória, capacidade argumentativa e de negociação para obter êxito em seus objetivos.

Obviamente que algumas habilidades são mais ou menos requisitadas de acordo com a função laboral. Contudo, é essencial o profissional saber como se comunicar com o cliente, com o juiz, redigir um recurso, preparar uma apresentação oral, saber traduzir o juridiquês para uma linguagem mais acessível etc.

Raciocínio lógico

A lógica costuma ser estudada nos cursos de direito e serve para ampliar as capacidades de raciocínio de forma geral, bem como fundamenta a compreensão do que é esse ramo aplicado ao direito.

A lógica jurídica e suas particularidades em cada ramo se valem de concepções da lógica geral, por isso é fundamental conhecer e praticar os fundamentos do raciocínio lógico.

Conheça o curso de direito do IPOG

Encontrar a faculdade certa, que disponha de uma formação atualizada e sólida, é essencial para alcançar sucesso profissional.

Pensando nisso, o IPOG, instituto de ensino superior com 20 anos de experiência, agregou a seu leque de opções a graduação em direito.

Trata-se de uma capacitação profissional completa, com diploma válido junto ao Ministério de Educação (MEC), para quem deseja passar na OAB e começar na área do direito, se destacando pela qualidade do perfil profissional.

A instituição possui infraestrutura completa para que seus alunos tenham a melhor experiência e conta com um grupo de professores especialistas, mestres e doutores com ampla experiência acadêmica e de mercado.

O curso compreende os 10 semestres e todas as diferentes áreas do direito (civil, penal, ambiental, do trabalho, do consumidor etc.), bem como disciplinas que dialogam com o campo central, bases importantes para o profissional. Confira algumas:

  • Ciência Política e Teoria do Estado
  • Economia
  • Psicologia Jurídica
  • Ética Profissional
  • Entes Federativos e seus Poderes
  • Sociedades Empresariais

CONFIRA >> [GRADE CURRICULAR COMPLETA]

Na grade curricular, há opção da disciplina optativa Libras, e estão previstas matérias de prática forense, além de quatro estágios supervisionados, os quais permitirão ao aluno desenvolver expertise na prática, descobrindo a realidade do mercado de trabalho e as áreas com as quais têm mais afinidade.

Se você está em busca de uma faculdade de direito para fazer diferença no seu currículo e na sua carreira, antes de escolher uma instituição, fale conosco e descubra as vantagens de se tornar aluno do IPOG.

Gostou deste artigo sobre o curso de direito? Confira mais três títulos que podem interessar:

Conheça o IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação

Uma instituição de ensino com nome e reconhecimento no mercado, que faz total diferença no currículo.

O IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação – oferece diversos cursos de ensino superior e tem em seu quadro de docentes professores de excelência e renome no mercado. A proposta é um ensino humanizado que estimula o desenvolvimento das potencialidades de cada aluno.  

O IPOG está presente em todos os estados do país e no Distrito Federal e conta com quase 20 anos de experiência em formar grandes profissionais.

A satisfação do aluno se tornou a sua marca registrada: o índice chega a 97,14% em todo o país. Os projetos pedagógicos realizados na instituição são diferentes dos já existentes no mercado, o que fez com que a instituição alcançasse o status que tem hoje.

Fale conosco!

Artigos relacionados

Coordenadora de curso do IPOG ministra palestra na XXIII Conferência Nacional da Advocacia Brasileir... A Ordem dos Advogados do Brasil - OAB, realizou, de 27 a 30 de novembro de 2017, em de São Paulo, o maior evento jurídico da América Latina, a XXIII Conferência Nacional da Advocacia Brasileira. O evento, realizado a cada três anos, reuniu mais de 20 mil part...
Criminal profiling: entenda como os vestígios comportamentais auxiliam na resolução de crimes Séries, filmes e literatura, como Mindhunter (2017), O Silêncio dos Inocentes (1991) e as histórias de Sherlock Holmes, trouxeram visibilidade nas últimas décadas para uma atividade essencial nos processos investigativos: o criminal profiling, também chamado ...
4 inovações que já se tornaram tendências no Direito No blog do IPOG o que não falta é conteúdo sobre inovação, tecnologia e a forma como essas mudanças têm impactado as diversas profissões na sociedade. Inclusive, neste texto aqui falamos como o Direito, apesar de não parecer, tem sido influenciado diretamente ...

Sobre Caroline Regina dos Santos

Mestre em Direito, Relações Internacionais e Desenvolvimento, Doutoranda em Biotecnologia pela UFG, Conselheira da OAB-GO, Presidente da Comissão de Direito Médico, Sanitário e Defesa da Saúde, Coordenadora do MBA em Direito Médico e Proteção Jurídica Aplicada à Saúde do IPOG.

Comentários