Empreendedorismo Jurídico: as melhores áreas para empreender
4 minutos de leitura
29 de outubro de 2020

Empreendedorismo Jurídico: quais são as melhores áreas para empreender?

Empreendedorismo Jurídico: quais são as melhores áreas para empreender

Os escritórios de advocacia viram surgir uma série de novas demandas e profissões nas últimas décadas, o que fomentou um amplo espaço para investimento em empreendedorismo jurídico.

Não é à toa que Richard Susskind, em seu renomado livro Tomorrow’s Lawyers, prevê uma série de oportunidades inovadoras para profissionais do direito como resposta à forte mudança de paradigmas associados não apenas a outro perfil de cliente como também a uma transformação digital que afeta todos setores.

Prevendo que o mercado na área jurídica será muito limitado para perfis profissionais mais tradicionais e engessados, Susskind mostra que a mudança de cenário poderá criar novas funções: 

  • engenheiro de conhecimentos jurídicos
  • tecnólogo jurídico
  • profissional jurídico híbrido
  • analista do processo legais
  • gerente de projetos jurídicos
  • advogado de ODR (On-line Dispute Resolution)
  • consultor de gestão jurídica
  • gerente de risco legal

O fato é que, cada dia mais, advogados e outros profissionais interessados no empreendedorismo jurídico precisam adquirir competências que permitam uma flexibilidade e, sobretudo, uma gestão estratégica.

É válido lembrar que o momento atual é pautado por crises e transições profundas que geram maior demanda e pedem advogados qualificados

Por isso, diante dos desafios atuais, o advogado precisa aprender a desenvolver uma visão holística, mais ampla, não apenas do segmento de advocacia em si, mas do mercado como um todo. 

É necessário ampliar o entendimento sobre o cliente e suas necessidades, bem como saber negociar e vender valor no mercado jurídico atual. 

A fim de entender melhor as tendências e ideias de empreendedorismo jurídico no mercado atual e de que forma os profissionais podem avançar nesse projeto rumo ao sucesso profissional, elaboramos este artigo. Boa leitura!

Por que empreender na área jurídica?

Quando falamos em empreendedorismo, frequentemente há uma associação imediata com abrir um novo negócio, porém o conceito de empreender também pode ser entendido como uma perspectiva mais abrangente, no sentido de buscar inovação, melhores práticas e uma gestão inteligente.

O mundo atual é cada dia mais volátil, pautado por mudanças bruscas que exigem adaptabilidade e ações assertivas, rápidas. É a natureza do ambiente 4.0.

Se não há investimento qualitativo tanto na gestão empresarial quanto no nível profissional, a geração de valor fica estancada, perde-se competitividade e corre-se o risco de não sobreviver no mercado. 
Nesse contexto, o empreendedorismo para advogados, administradores e demais profissionais ligados ao direito é um passo vital com implicações positivas tanto para a carreira quanto para escritórios, departamentos jurídicos e demais empresas que atuem nesse mercado.

Palestra em inglês do Richard Sussking em Harvard.
Qual o perfil do empreendedor jurídico?

Qual o perfil do empreendedor jurídico?

No cenário anterior à pandemia de COVID-19, muito já se falava em um grupo de competências essenciais ao advogado empreendedor e aos demais profissionais nesse campo, como criatividade, gestão de pessoas, negociação etc.

No pós-pandemia, espera-se o desenvolvimento dessas habilidades e também da capacidade de adaptação, de assumir os erros como uma oportunidade de crescimento, maior humanização e empatia, maior inteligência emocional e outras soft skills.

Quais são vantagens e as oportunidades do empreendedorismo jurídico?

Uma coisa comum a todos os escritórios de advocacia, departamentos e organizações jurídicas de sucesso é a utilização de técnicas de gestão para potencializar oportunidades, buscar inovação e gerar resultados de excelência.

Certamente os conhecimentos adquiridos na graduação não são suficientes diante de uma realidade que pede a expertise da gestão de negócios. Assim, o empreender que gera crescimento e valor em um mercado competitivo, mesmo em cenários de crises, se alicerça no alinhamento específico entre gestão e advocacia. 

Quanto às oportunidades para empreender, as funções e os segmentos possíveis e em alta são muitos. Confira alguns:

Investir na formação é passo crucial para o empreendedorismo jurídico

Pensando na dinâmica que a área de advocacia vive como um todo, um ponto de grande importância ao pensar o empreendedorismo jurídico é buscar formação de qualidade, com uma especialização que crie bases sólidas de gestão e estratégia.

O MBA em gestão na advocacia do IPOG é uma excelente opção em pós-graduação para quem está buscando curso de empreendedorismo para advogados e outros profissionais da área jurídica. 

Não importa se você deseja atuar como autônomo, abrir seu próprio escritório, ser consultor ou fazer uma espécie de intraempreendedorismo no seu local de trabalho: saber gerir é fundamental para o sucesso ou fracasso de qualquer negócio. 

Por isso, esse curso está estruturado com uma gama de disciplinas que vão capacitar o profissional para atuar em múltiplas frentes, com assertividade e conhecimento teórico-prático atualizado, que o fará ser destaque no mercado.

Essa formação está sendo oferecida na modalidade remota por meio de aulas ao vivo on-line, interativas e com suporte em tempo real dos professores, ideais para quem deseja estudar com maior comodidade, de casa ou do trabalho, poupando tempo e gastos com deslocamentos, porém com a mesma qualidade de sempre.

Se você está considerando dar um upgrade na sua carreira com uma pós-graduação de qualidade e reconhecida pelo MEC, fale conosco e descubra tudo o que o IPOG oferece aos seus estudantes.

Gostou deste artigo sobre empreendedorismo jurídico? Confira mais 3 títulos que podem interessar:

IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação

Instituição de ensino com nome e reconhecimento no mercado, o IPOG fará total diferença no seu currículo. 

O IPOG conta com diversos cursos de ensino superior. Além disso, tem em seu quadro de docentes excelentes professores de renome no mercado.

A proposta do IPOG é de um ensino humanizado. Priorizamos estimular o desenvolvimento das potencialidades de cada aluno e otimizar o seu plano de carreira.

O Instituto está presente em todos os estados do país e no Distrito Federal. Além disso, já possui quase 20 anos de experiência na formação de grandes especialistas.

Os projetos pedagógicos realizados na instituição são diferentes dos já existentes no mercado. Isso fez com o IPOG que alcançasse o status que tem hoje. 

Não deixe de investir no seu futuro e se tornar o profissional com que sempre sonhou!

Artigos relacionados

Reforma da Recuperação Judicial permite novos desfechos para os profissionais de Direito A recuperação judicial de empresas é uma ferramenta judicial, de caráter econômico e financeira, muito utilizada para evitar a falência. Assim, a recuperação é uma tentativa ao fechamento de um negócio e suas consequências, como demissões e, até mesmo, o não p...
Inspirando Carreiras: Gleides Guilardi conquista cargo na Comissão de Direito Médico da OAB/GO Você já parou para refletir quais são os seus objetivos profissionais e o que você faz para alcançá-los? As melhores oportunidades no mercado de trabalho são para os profissionais que se dedicam e tem comprometimento com a sua atuação. E para inspirar a sua c...
Advogado e aluno IPOG adquire transformação em carreira profissional Transmutar - de acordo com o Dicionário de Português Online significa: fazer com que fique diferente; transformar. A definição dessa palavra representa bem a trajetória profissional do advogado e aluno dos cursos de pós-graduação em Perícias Criminais e Ciênci...

Sobre Ísis Passos Fontelle

Advogada, gestora e palestrante. Empresária no ramo de Consultoria jurídica e empresarial. Sócia-fundadora da Performance Juris Consultoria. Presidente da Comissão Especial de Inovação e Gestão da OAB/GO. Presidente da Subcomissão de Mulheres Empreendedoras OAB/GO. Conselheira da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica (ABCMJ). Conselheira Consultiva da FENALAW - Feira de Negócios Jurídicos da América Latina. Master Coach e Analista Comportamental, com diversos cursos na área. MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas. Pós-Graduação em Direito Empresarial e Docência Universitária pelo IGDE. Capacitação em Marketing pela Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Consultoria 3.0 pela ABRACEM, e em Gestão Legal de Alta Performance – CERS/SP. Formação em Controller Jurídico. Vários cursos na área de legal administrator. Certificação em Metodologia DISC Profiler e Liderança Comportamental Corporativa. – SOLIDES/MG. Membro da ALA (Association of Legal Administrators). Membro associada do Centro de Estudos de Administração de Escritório de Advocacia. Membro Certificada com selo nacional de qualidade da Associação Brasileira de Consultores Empresariais (ABRACEM).

Comentários